Em
Região de Coimbra

2024/04/26

Vodafone Rally de Portugal 2024 arranca a 9 de maio de Coimbra

Desporto

Coimbra volta a receber, no dia 9 de maio, o arranque do Rally de Portugal. A cerimónia de partida tem o ponto alto às 17h00, mas a partir das 14h30 já há várias atrações para os adeptos do automobilismo na Praça das Cortes. O evento foi apresentado hoje, dia 23 de abril, em conferência de imprensa, pelo presidente da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, José Manuel Silva, o vice-presidente da CM, Francisco Veiga, o chief operational officer do Automóvel Clube de Portugal, João Mendes Dias, e a pró-reitora da Universidade de Coimbra para a área do Desporto, Filipa Godinho, no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha. O Vodafone Rally de Portugal 2024 vai estar na estrada até ao dia 12 de maio, com 69 inscritos.

É a maior prova do calendário automobilístico nacional, que traz a Coimbra e ao país os melhores pilotos mundiais. A CM de Coimbra volta a apoiar o evento e no próximo dia 9 de maio, o Vodafone Rally de Portugal 2024 parte da margem esquerda do Mondego para uma prova dura, que termina a 12 de maio, no norte do país. A cerimónia de partida, “cerimonial star”, vai decorrer junto à Praça das Cortes, na Avenida Conimbriga, e como é já habitual espera-se que a curiosidade leve muitos adeptos da modalidade a procurarem ver de perto as máquinas e os pilotos.

 

Assim, no dia 9, das 14h30 às 16h00, está prevista a chegada dos camiões com os carros de competição, para ficarem dentro do Estádio Universitário de Coimbra.  Entre as 15h30 e as 16h30, vão decorrer sessões de autógrafos, no jardim junto ao Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, e das 16h30 às 16h40 é altura do tão aguardo momento de tirar uma foto com os pilotos. Depois de cantado o hino nacional, tem início a cerimónia de partida, às 17h00, e começa, assim, a maior prova do calendário automobilístico nacional.

 

Para que tudo corra bem e em segurança, os trabalhos naquela zona da cidade vão começar antes, com condicionamentos ao estacionamento a partir do dia 4 de maio. No dia 5, começa a montagem da rampa da cerimónia de partida, operação que decorrerá até ao dia da largada. A partir de dia 6 de maio, depois das 9h00, é proibido estacionar na Praça das Cortes e há condicionamentos na Avenida Conimbriga. O trânsito vai começar a ser efetuado apenas no sentido SMTUC – Praça da Canção. 

 

Já no dia 7 de maio, começa a proibição de circulação na Avenida Conimbriga, desde o cruzamento com a Avenida João das Regras e no cruzamento com a Rua Luís António Verney. O acesso às garagens da via paralela à Rua João das Regras – com estacionamento proibido – é assegurado e pode-se sair desta rua pelo estacionamento do Estádio Universitário, em direção à ponte. Já no dia 8 de maio, continuam os trabalhos de montagem da rampa e de outras estruturas, pelo que se mantém o bloqueio ao estacionamento na Praça da Cortes e a mesma proibição de circulação na Avenida Conimbriga.

 

No dia 8, começam também a ser montadas as tendas, estruturas diversas e colocadas grades na zona destinada à sessão de autógrafos. Depois de almoço, começa a ser preparado o espaço para as fotos com os pilotos, no jardim do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha. A partir das 23h59, vai ser proibida a circulação para acesso ao Estádio Universitário a partir da Avenida João das Regras.

 

Chegados a dia 9, não vai ser possível estacionar na Praça das Cortes e circular na Avenida Conimbriga, desde o cruzamento com a Avenida João das Regras e no cruzamento com a Rua Luís António Verne. A normalidade só vai ser reposta no dia 10, a partir das 18h00. Os trabalhos de desmontagem começam horas depois da cerimónia de partida, quando o Rally já estiver na estrada. A edição deste ano inclui 22 troços e 335,26 quilómetros.

 

Depois do tradicional shakedown em Baltar, a partida volta a ser dada em Coimbra e o primeiro dia acaba com uma super especial na Figueira da Foz. No dia 10, o itinerário contempla dupla passagem pelos troços de Mortágua, Lousã, Góis e Arganil. A 11 de maio, a prova decorre no norte do país, com passagem por Felgueiras, Montim, Amarante, Paredes, terminando com uma super especial em Lousada. No último dia, 12 de maio, as decisões estão agendadas para os troços de Cabeceiras de Basto e Fafe. 

 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Supertaça AFC joga-se este sábado em Taveiro
23/05/2024
Registo operacional da PSP de Coimbra
23/05/2024
Encontro de Traquinas de Final de Época - Futsal
23/05/2024
Encerramento da temporada de arbitragem da AF Coimbra
23/05/2024
Detenção de três Indivíduos por suspeita de tráfico e furto
23/05/2024
Comissão Europeia aprova candidatura de Coimbra à European Urban Initiative com financiamento de 4,9 ME
23/05/2024
Atletas do União 19 presentes na Festa do Futebol Feminino
23/05/2024
Unionistas vencem Valadares Gaia na Taça Nacional
16/05/2024